sábado, 21 de outubro de 2017

Governo Federal convoca postos de saúde, de assistência social e escolas para combater o mosquito antes do verão




O Governo Federal promoverá de 23 a 27 de outubro a Semana Nacional de Mobilização dos setores da Educação, Assistência Social e Saúde para o combate ao Aedes aegypti. Mais de 210 mil unidades públicas e privadas de todo o Brasil estão sendo mobilizadas pela Sala Nacional de Coordenação e Controle, que reúne os ministérios da Saúde, da Integração, da Defesa, do Desenvolvimento Social e da Educação, a Casa Civil e a Secretaria de Governo da Presidência da República, além de outros órgãos convidados.

O objetivo é que durante esta semana a população seja alertada sobre a importância de combater mosquito transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya, já antes do verão, período do ano quando acontece o maior volume de chuvas, o que facilita reprodução do aedes aegypti. Ao todo serão mobilizadas 146.065 escolas da rede básica, 11.103 centros de assistência social e 53.356 unidades de saúde.

“Não podemos baixar a vigilância. É melhor cuidar do foco do mosquito do que sofrer as consequências de não ter feito essa iniciativa. Vamos reforçar, ainda mais, a necessidade de eliminar os criadouros, convocando toda a sociedade para esse trabalho já antes do verão, quando começam as chuvas”, aconselhou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.      

Estados e municípios tem autonomia para definir quais ações serão realizadas para mobilizar as áreas, mas a orientação da Sala Nacional é que sejam realizadas atividades que envolvam a prevenção e o combate do Aedes, como mutirões de limpeza, distribuição de materiais informativos, realização de rodas de conversas educativas, oficinas, teatros e gincanas.

“Campanhas como essa são essenciais para combater o mosquito, porque estimulam a participação da população. A comunidade precisa ter consciência e participar de ações de prevenção a essas doenças. Precisamos estar unidos para vencer essa batalha”, ressalta o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Ainda para aproveitar o momento de mobilização, a Sala Nacional também indicou aos gestores que fossem inseridas equipes nas unidades de ensino para confeccionar Cartões Nacionais de Saúde aos estudantes que não possuem cadastro no Sistema Único de Saúde (SUS).
video
SALA NACIONAL – Instalada para o enfrentamento à Microcefalia, desde o final de 2015, a Sala Nacional de Coordenação e Controle é coordenada pelo Ministério da Saúde e tem como objetivos gerenciar e monitorar a intensificação das ações de mobilização e combate ao mosquito Aedes aegypti.

Uma das ações realizadas em conjunto com estados e municípios é a realização de visitas aos imóveis com objetivo vistoriar e eliminar possíveis focos do aedes Aegypti, além de orientar a população sobre prevenção e combate ao mosquito. No primeiro semestre deste ano, foram vistoriados mais de 151,8 milhões de domicílios particulares e coletivos, estabelecimentos de ensino, estabelecimentos de saúde, estabelecimento de outras finalidades e edificação em construção no país.

DADOS - As doenças transmitidas pelo Aedes aegypti têm tido queda expressiva em todo Brasil. De acordo com o Boletim Epidemiológico, até o dia dois (2) de setembro deste ano, foram notificados 219.040 casos prováveis de dengue em todo o país, uma redução de 85,2% em relação ao mesmo período de 2016 (1.483.623).

O mesmo estudo mostrou que foram registradas 171.930 notificações de casos prováveis de febre chikungunya. A redução é de 34,2% comparado ao ano anterior, que atingiu o número de 261.645 casos. Em relação ao Zika, os casos caíram 92,6%. Foram registrados 15.586 casos prováveis em todo país, enquanto em 2016, o Brasil registrou 211.487 notificações. A incidência reduziu 92,5%, passando de 102,6 em 2016 para 7,6 neste ano.

SERVIÇO

Semana de Mobilização das Unidades de Saúde, Cras e escola para o Combate ao Aedes
Dias: 
23 a 27 de outubro
Locais: Redes de saúde, educação e assistência social de todo o país.

Fonte: Ministério da Saúde - Reprodução SMS-JC/RN

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

TRF derruba liminar que impedia enfermeiros de requisitar exames




O  presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região acatou recurso contra a liminar da 20ª Vara Cível do Distrito Federal, que impedia a requisição de exames por enfermeiros, prejudicando o atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A liminar está suspensa até o julgamento do mérito do processo.
Recurso da Advocacia-Geral da União apontou que a liminar baseou-se em “premissas equivocadas” e representou “indevida ingerência do Poder Judiciário na execução da política pública de Atenção Básica do Sistema Único de Saúde”, gerando “grave lesão à ordem público-administrativa e à saúde pública”.
A solicitação de exames de rotina e complementares é realidade consolidada no Brasil desde 1997, quando foi editada a Resolução Cofen 195/97 (em vigor). A consulta de Enfermagem, o diagnóstico de Enfermagem e a prescrição de medicamentos em protocolos são competências dos enfermeiros estabelecidas na Lei 7.498/1986, regulamentada pelo Decreto 94.406/1987 e pela Portaria MS 2.436/2017.
A restrição imposta pela decisão liminar afetou o atendimento a milhares brasileiros, atrasando ou inviabilizando exames essenciais, inclusive pré-natais, além de interromper protocolos da Estratégia de Saúde da Família, prejudicando programas como o acompanhamento de diabéticos e hipertensos (“hiperdia”), tuberculose, hanseníase, DST/Aids, dentre outros.
O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen)  permanece firme na missão constitucional de regular e fiscalizar a profissão, e continuará tomando todas as medidas judiciais necessárias para salvaguardar o pleno atendimento à população.
“O bom-senso prevaleceu. Os profissionais de Enfermagem poderão continuar fazendo o que sabem e fazem bem: cuidar da Saúde das pessoas”, comemorou o presidente do Cofen, Manoel Neri. “É uma retumbante vitória da Enfermagem e do Sistema Único de Saúde”.








 
DO BLOG DA SMS – Com o apoio de outros profissionais como Agentes Comunitários de Saúde, de Vereadores como Daniel Enfermeiro, Fernando Guilherme, do Prefeito Holderlin Silva (que estava no exercício do cargo na ocasião) e do Secretário Municipal de Saúde Manoel Bernardo, os Enfermeiros (as) que prestam serviços na cidade de João Câmara/RN, protestaram pelas ruas da cidade no ultimo dia (10), contra a liminar da 20ª Vara Cível do Distrito Federal, que impedia a requisição de exames por enfermeiros, prejudicando o atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), bem como ás atividades daqueles (as), que atendem demandas nas Unidades Básicas, na estratégia Saúde da Família. Confira nas fotos abaixo:

CLICK E LEIA INTEGRA NO LINK AO LADO A decisão do TRF da 1ª Região.

Fonte: Ascom - Cofen

sexta-feira, 8 de abril de 2016

SAÚDE CAMARENSE – Mais ações marcam a luta de erradicação do Mosquito Aedes Aegypt, durante todo o dia de hoje (08), na Escola Bittencourt. Confira!!






SAÚDE CAMARENSE – A Secretaria Municipal de Saúde, 16 DIRED, UFRN e SINTE/RN, promovem em parceria, mais ações de combate ao mosquito Aedes Aegypt na cidade, mais ações estão sendo desenvolvidas durante todo o dia de hoje Sexta-feira (8)na Escola Bittencourt e, apresentações de peças teatrais, palestras  entre outras ações envolvendo escolas municipais e estaduais de nosso município. 
FONTE: Assessoria de Imprensa Secretaria de Saúde de João Câmara/RN   

SAÚDE CAMARENSE – Mais ações marcam a luta de erradicação do Mosquito Aedes Aegypt, em João Câmara/RN

NO BAIRRO DA VILA NOVA 07/04/16



SAÚDE CAMARENSE – Mais ações marcam a luta de erradicação do Mosquito Aedes Aegypt, em João Câmara/RN





















NO BAIRRO DA VILA NOVA 07/04/16

SAÚDE CAMARENSE – A Secretaria Municipal de Saúde, 16 DIRED, UFRN e SINTE/RN, promovem em parceria, mais ações de combate ao mosquito Aedes Aegypt na cidade, nos últimos dias uma serie de ações vem sendo desenvolvidas em conjunto. Ações contam com o apoio das Estratégias Saúde da Família e NASF, além de outros seguimentos. Confiram imagens!!

FONTE: Assessoria de Imprensa Secretaria de Saúde de João Câmara/RN    

SAÚDE CAMARENSE – Secretaria Municipal de Saúde de João Câmara/RN, vem promovendo constantes ações de combate ao Mosquito Aedes Aegypt








SAÚDE CAMARENSE – A Secretaria Municipal de Saúde de João Câmara/RN, que tem a frente da pasta a Dr. Andrelúcia Cordeiro do Nascimento, vem realizando ao longo dos últimos meses constantes ações de combate ao mosquito Aedes Aegypt na cidade. A cidade recentemente passou por momentos difíceis, onde boa parte da população foi acometida ela Dengue, inúmeros casos de dengue zika e chikungunya. Confira imagens da grande mobilização que reuniu diversas entidades e escolas publicas e privadas, além do IFRN, Sindicato Rural entre outros.

FONTE: Assessoria de Imprensa Secretaria de Saúde de João Câmara/RN